É comum dizer-se, da Ucrânia, que o caos político reina em Kiev. Mas o que não se diz é que o parceiro ocidental mais importante do país, a União Europeia, tem uma quota de responsabilidade nessa constante instabilidade.

[…] **Este artigo foi retirado a pedido do proprietário dos direitos de autor.**