Transporte aéreo: Mayday! Mayday! Mayday!

Mayday! Mayday! Mayday! – Nicolas Vadot
Le Vif/L’Express (Bruxelas)

Aviso aos passageiros: devido à crise, cortámos no combustível, mas vamos tentar não nos despistar...

Está visto que a Irlanda assumiu os comandos.

Parece uma viagem da Ryanair.

Logo após a Irlanda ter assumido a presidência rotativa da UE no início do ano, quatro pilotos da Ryanair denunciaram numa emissão do canal holandês KRO as condições de trabalho e de voo a bordo da companhia aérea low cost irlandesa. Explicaram nomeadamente as pressões, para não dizer “a ditadura” exercida pela gestão administrativa, bem como o facto de que, por motivos económicos, a companhia lhes pede para voarem frequentemente com menos combustível do que o desejado. A Ryanair desmentiu as alegações dos pilotos.