Apoie o jornalismo europeu independente e de acesso livre – faça um donativo ao VoxEurop

Acordo de comércio livre UE-Estados Unidos: Mau filme

Mau filme – Plantu
Le Monde (Paris)

Deixa lá esse cenário reacionário e lê este: é mais divertido!

Após o comissário europeu responsável pelo Comércio Karel De Gucht ter anunciado que a exclusão dos serviços culturais, sobre a qual os Vinte e Sete chegaram a acordo, seria apenas “temporária”, nas negociações do Tratado de comércio livre UE-Estados Unidos, José Manuel Durão Barroso qualificou de “reacionária” a defesa da exceção cultural por parte da França, provocando a ira de Paris e a reação indignada de Le Monde.

Assim sendo, o jornal parisiense acusa o presidente da Comissão de ter uma “visão pessoal” e de ser “incapaz de tomar a mais pequena iniciativa política que seja para relançar a União”:

Hoje, com 57 anos, este camaleão procura garantir o seu futuro. Procura um bom posto, na NATO ou nas Nações Unidas – quem sabe? –, decidiu elogiar os seus parceiros anglo-saxónicos, o primeiro-ministro britânico e o Presidente norte-americano. Na liderança da Comissão, Barroso refletiu na perfeição a Europa: uma década de regressão.