Parlamento Europeu: Todos a Bruxelas

Todos a Bruxelas – Cécile Bertrand
20 novembro 2013 – La Libre Belgique (Bruxelas)

Os eurodeputados de Bruxelas e a transumância para Estrasburgo

Isto vai-nos custar uma fortuna…

Os eurodeputados adotaram, a 20 de novembro, por 483 votos contra 141 (e 34 abstenções), uma resolução que defende que o Parlamento Europeu “seria mais eficiente, mais racional a nível de custos e mais respeitador do ambiente se a sua sede fosse num único sítio”.

Segundo os relatores, escreve Le Soir,

a transumância entre as duas cidades – distantes 435 quilómetros uma da outra – de milhares de eleitos, funcionários, jornalistas, tradutores e outras pessoas custa, todos os anos, 150 milhões de euros e gera a emissão de 19 mil toneladas de CO2.

O diário lembra, a propósito, que

a sede do Parlamento Europeu é em Estrasburgo, Mas, de facto, só 12 sessões plenárias de quatro dias ali têm lugar todos os anos. No resto do tempo, os eurodeputados trabalham em Bruxelas, em comissões e nos seus grupos políticos.