Crise de refugiados no Mediterrâneo: A boia de salvação da UE

A boia de salvação da UE – Patrick Chappatte
Le Temps (Genebra)

Boia para emergências

Os ministros dos Negócios Estrangeiros e dos Assuntos Internos anunciaram no dia 20 de abril um plano de ação de 10 pontos para uma “ação imediata” em resposta à atual crise humanitária que ocorre no Mediterrâneo. Isto surge na sequência da morte de mais de 1200 imigrantes no mar em menos de uma semana. O plano de ação inclui um maior apoio financeiro às atuais missões de vigilância Triton e Poseidon, implementadas pela agência europeia de controlo de fronteiras Frontex, e “um esforço sistemático para capturar e destruir as embarcações utilizadas pelos traficantes”.

Entretanto, os Médicos Sem Fronteiras e a Migrant Offshore Aid Station anunciaram que irão iniciar em conjunto uma missão de busca e salvamento nas águas do Mediterrâneo central.