Cover

"Ultimato dos Grandes e de Deus a Itália", é o título de La Repubblica revelador de que, no G20 em Cannes, "o Governo italiano aceitou a supervisão do programa de reforma económica pelo FMI. As autoridades da UE e do FMI vão vigiar os progressos de Itália em relação às metas estabelecidas pelas instituições internacionais [UE e FMI], incluindo pensões e reformas".

Roma nega encontrar-se sob "administração compulsiva" e diz que está apenas a receber "conselhos", mas o Presidente francês, Nicolas Sarkozy, deu voz às preocupações da UE em relação à capacidade de Silvio Berlusconi tomar uma atitude decisiva que evite um ataque especulativo a Itália. Após meses de lutas internas sobre questões urgentes suscitadas pela UE, perdeu todo o apoio que tinha no parlamento. Um voto de confiança poderia conduzir à sua demissão, alerta La Repubblica.