Cover

“Tratado sobre Florestas Tropicais ‘fatalmente desvirtuado’”, alerta oThe Independent na sua primeira página. Um texto fundamental, que elimina “a conversão das florestas naturais em plantações florestais”, foi suprimido do tratado sobre a desflorestação(Tratado REDD) que será ratificado na conferência sobre clima, a realizar em Copenhaga no próximo mês de Dezembro. Se esta salvaguarda não for preservada, um ambientalista citado pelo jornal afirma que “iremos assistir ao financiamento dos países para que convertam as suas florestas naturais em plantações de palmeiras", muito utilizadas na produção do biodiesel. O relatório acrescenta que a desflorestação “é actualmente responsável por cerca de 20% das emissões anuais de dióxido de carbono (CO2) – um valor superior ao dos transportes em todo o mundo”. É por este motivo que oREDD, um programa da ONU para a “Redução de emissões causadas pela desflorestação nos países em vias de desenvolvimento”, tem um capítulo exclusivo no acordo de Copenhaga. A Greenpeace insistiu para que os responsáveis europeus incluam esta proibição nas negociações finais sobre o tratado, a ter lugar no decorrer da próxima semana em Barcelona.