Cover

O chefe de Governo polaco, Donald Tusk, e o chefe de Estado francês, Nicolas Sarkozy, anunciam hoje em Paris uma plataforma de defesa comum para a Europa. Segundo a Gazeta Wyborcza, a declaração franco-polaca irá abordar assuntos como a reforma dos chamados Grupos de Combate europeus, o reforço das capacidades das autoridades civis (i.e., uma reacção mais rápida às catástrofes naturais) e o plano comum de defesa da União Europeia. O plano Tusk-Sarkozy é um passo no sentido do estreitamento das relações da UE com a NATO. Fontes próximas do Ministério dos Negócios Estrangeiros polaco consideram redundante esta iniciativa, comparando-a com a de Saint-Malo, em 1998, com a Polónia agora no lugar do Reino Unido, cujo futuro Governo trabalhista se mostra avesso a continuar a parceira com Paris na construção de um programa de defesa comum. A semente da parceria de defesa franco-polaca foi lançada em Julho, quando o Secretário de Estado dos Negócios Estrangeiros polaco, Radosław Sikorski, apresentou o seu plano ao seu homólogo francês, Bernard Kouchner. Tusk e Sarkozy preparam-se para assinar igualmente uma declaração sobre a Política Energética da UE.