Cover

"É urgente ajudar as mulheres a terem menos filhos, para lutar contra as ameaças climáticas": eis, segundo Le Monde, a principal mensagem do relatório de 2009 do Fundo das Nações Unidas para a População (FNUAP), segundo o qual "a natalidade galopante dos países em desenvolvimento é um dos principais motores do aquecimento global e um dos seus primeiros riscos". A três semanas da Cimeira de Copenhaga (COP 15) e com o planeamento familiar a marcar passo nas regiões mais pobres, o FNUAP tenta introduzir nos debates a questão demográfica, até aqui ausente das negociações internacionais. Sobre este assunto, salienta Le Monde, "um estudo recente citado pelo FNUAP conclui que um dólar investido em planeamento familiar e na educação das raparigas reduz as emissões de gases com efeito de estufa pelo menos tanto quanto um dólar gasto em energia eólica".