Cover

No dia 9 de Dezembro, a Irlanda compromete-se com o orçamento mais draconiano da história do Estado. A fim de tranquilizar os mercados de acções internacionais, o Governo planeia reduzir o défice público da endividada nação – mais de 12% do PIB – em quatro mil milhões de euros. O primeiro a sofrer vai ser o sector público, que levará um corte de 1,3 mil milhões de euros. De acordo com o Irish Independent, a assistência social sofrerá igualmente uma tesourada, com o primeiro-ministro Brian Cowen a planear um cabaz de medidas restritivas, incluindo 10% de abatimento no abono de família. A única boa notícia, revelada na primeira página do diário de Dublin, é que o imposto sobre bebidas alcoólicas será reduzido. Isso originará uma redução de 10% no preço da caneca de cerveja e contribuirá para a amnésia pública sobre a forma como os sucessivos governos do Fianna Fail malbarataram as finanças da nação durante os anos do Tigre Celta.