Cover

Na sua primeira cimeira europeia, em 10 de Dezembro, "Herman Van Rompuy surpreendeu os dirigentes europeus com uma mensagem pragmática e clara para simplificar o funcionamento da União", escreve El País. "Van Rompuy começou por anunciar uma redução drástica do número de participantes nas reuniões do Conselho Europeu", sublinha este diário de Madrid. O novo Presidente do Conselho Europeu disse desejar acabar com os comunicados "longos, burocráticos e incompreensíveis" e propor um documento de "três ou quatro páginas, que possa ser compreendido por toda a gente". A partir de 1 de Janeiro, a Espanha vai assumir a presidência rotativa da UE, a primeira que irá reger-se pelo Tratado de Lisboa, que confia a direcção das reuniões ao Presidente permanente do Conselho. Mas, dado que Van Rompuy ainda não dispõe de uma verdadeira equipa e que a nova Comissão só estará em funções em fins de Janeiro ou princípios de Fevereiro, "o papel do primeiro-ministro espanhol Zapatero será mais importante do que o dos seus sucessores", conclui o jornal.