Cover

Houve pelo menos duas instalações secretas da CIA na Lituânia, onde, entre 2002 e 2006, poderão ter estado detidos e sido interrogados operacionais importantes da Al-Qaeda, concluiu uma comissão de investigação do Parlamento lituano. Dois "black sites" da CIA em Vilnius, a capital da Lituânia, terão sido montados com a ajuda dos serviços secretos lituanos (DBP), cujos responsáveis da época não informaram os antigos primeiros-ministros e Presidentes. "O controlo democrático falhou e a DBP tornou-se um estado dentro do Estado. Chegou a altura de pormos termo a isto imediatamente", comenta, no diário polaco Gazeta Wyborcza, o presidente da comissão parlamentar dos negócios estrangeiros, Andronius Ažubalis. Até agora, a Lituânia foi o primeiro país da região a tentar responsabilizar aqueles que autorizaram operações secretas da CIA. A imprensa americana tem referido que também havia centros ilegais de interrogatório na Polónia e na Roménia. Contudo, os Governos dos dois países negam vigorosamente essas alegações.