Cover

Tal como os holandeses, os espanhóis serão os primeiros europeus a reformarem-se aos 67 anos”, em vez dos 65 anos actuais, [titula](http:// http://www.elpais.com/articulo/economia/primeros/europeos/jubilarse/67/elpepueco/20100131elpepieco_4/Tes) o El País. Depois de ter anunciado um plano de redução de 50 mil milhões de euros nas despesas públicas, o Governo de José Luís Rodríguez Zapatero tenta responder à crise económica que fustiga duramente a Espanha e ao envelhecimento da população – aquele país tem, hoje, “8,6 milhões de reformados e terá 15,6 milhões em 2040” – com uma medida que “desagrada tanto aos sindicatos como à oposição”. Esta medida entra em vigor a partir de 2013, quando a contagem da nova idade de reforma será aumentada à razão de mais dois meses por cada ano até 2025. “As autoridades devem transmitir uma estratégia credível de consolidação a médio prazo”, afirma o diário madrileno no seu editorial, lembrando as dúvidas quanto a solvência da economia espanhola, levantadas pela intervenção de Zapatero, durante a reunião do Fórum Económico Mundial, em Davos.