Cover

A França e a Alemanha querem travar a livre circulação na Europa. O Süddeutsche Zeitung revela uma carta assinada pelos dois ministros do Interior, que solicita "a possibilidade do restabelecimento do controlo das fronteiras internas". O documento poderá ser apresentado aos seus colegas europeus, na próxima reunião de 26 de abril.

Claude Guéant e Hans-Peter Friedrich consideram que a suspensão do Tratado de Schengen se justifica, uma vez que a segurança nas fronteiras externas da UE é insuficiente e que as questões de segurança interna se inserem no âmbito da soberania nacional, explica este diário de Munique.

O Süddeutsche Zeitung, que presume que o restabelecimento dos controlos tem igualmente por objetivo impedir a migração económica, alerta para os riscos de uma política antieuropeia:

De que vale uma abertura sob reserva? […] Que valor tem a liberdade de circulação, se os governos europeus tiverem permissão para a limitar? Se se retirarem para os respetivos territórios nacionais, os Estados estarão a indicar que estão convencidos de que o pequeno mundo do Estado nacional é muito melhor do que a Europa. Nessas circunstâncias, não é de espantar que os partidos nacionalistas, populistas e de extrema-direita melhorem os seus resultados em toda a Europa. O encerramento temporário das fronteiras internas representa uma publicidade constante para os inimigos da Europa.