Cover

Em resposta ao projecto de Washington de instalar o seu sistema anti-míssil na Roménia e na Bulgária, a Transnístria ofereceu-se para receber no seu território baterias móveis de mísseis tácticos russos Iskander. O anúncio foi feito pelo Presidente desta república separatista pró-russa da Moldávia, Igor Smirnov, durante uma visita a Moscovo, anuncia o Jurnalul de Chisinau. Este diário moldavo acrescenta que a proposta de Smirnov surge na sequência do pedido apresentado ao Presidente russo, Dmitri Medvedev, pelo movimento político Ravnopravie ("igualdade de direitos"), que representa os interesses da minoria russa, para instalação de um sistema de defesa na Transnístria. O sistema americano, que tem em vista proteger a Europa Oriental de disparos de mísseis provenientes do Médio Oriente e deverá estar operacional em 2015, é encarado como uma ameaça por Moscovo.