Cover

"A Grécia aceita a denominação Macedónia do Norte em vez de ex-República Jugoslava da Macedónia (FYROM em inglês)", anuncia o diário România Liberă. Esta declaração do vice-ministro grego dos Negócios Estrangeiros, Dimitris Droutsas, oferece uma saída para uma querela que dura há 19 anos. A Grécia recusa ao seu vizinho o direito de se chamar Macedónia argumentando que esta denominação designa uma província que faz parte do patromónio histórico grego. A querela serviu de pretexto ao veto grego à entrada da Macedónia na NATO e à sua adesão à União Europeia, e fá-lo desde 1991, ano da declaração de independência do país. "Se o primeiro-ministro Nikola Gruevski recusar a proposta, terá de explicar ao seu povo por que é que o priva de uma perspectiva europeia", acrescentou Droutsas.