Cover

"Procurador investiga negócios petrolíferos de Carl Bildt", anuncia o Dagens Nyheter. Entre 2000 e 2006, o ministro dos Negócios Estrangeiros pertenceu ao Conselho de Administração da companhia petrolífera Lundin Oil, que foi alvo da abertura de um inquérito preliminar a 21 de Junho. A Lundin Oil é suspeita de envolvimento em crimes de guerra e crimes contra a humanidade no Sudão, entre 1997 e 2003. O diário acrescenta que, sem revelar ou inculpar, a posição de Carl Bildt não está verdadeiramente em perigo.