Quando interrogamos os austríacos sobre os seus valores, mais de metade destes dizem estar descontentes com o regime político. Um em cada cinco desejaria um dirigente com pulso, que não se preocupasse nem com o Parlamento nem com as eleições. 6% desejariam mesmo uma ditadura militar! Por último, metade da população gostaria de mandar os estrangeiros para os seus países, em caso de escassez de emprego.

"Para onde vai a Áustria?", pergunta a Profil, após a publicação de um estudo realizado por um politólogo. "É dramático." Esta revista semanal recorda "a vaga de indignação que se ergueu no país, quando se soube que 20% dos professores do Islão não levavam muito a peito a democracia e, em caso de dúvida, preferiam o Corão à Constituição". Quando se reforçaram os controlos dos professores, "pensou-se ter travado um perigo externo. Mas eis a resposta, quando se fazem as mesmas perguntas aos austríacos."