Cover

A questão das contas secretas do falecido antigo líder populista, Jörg Haider, levantou o véu sobre a extensão da corrupção na política austríaca e sobre a "impotência da Justiça" para a enfrentar, titula a Falter. A revista austríaca tenta descobrir as razões deste fracasso, atribuindo-o a um sistema judiciário herdado dos tempos do Império: os seis procuradores anticorrupção (para o país inteiro) carecem de conhecimento económico, são mal pagos e não contam com o apoio da classe política. A isto junta-se a total falta de fundos – ao contrário da Escócia, onde o dinheiro sujo é reutilizado pela Justiça –, um segredo de instrução absoluto que impossibilita os meios de comunicação social de ter acesso aos processos em curso e sanções muito pesadas sobre as fontes internas.