Cover

O Governo britânico está a utilizar 30 mil funcionários públicos como delatores para pôr termo aos gastos excessivos, relata The Independent. Para reduzir o défice do país, que ascende a 156 mil milhões de libras (191 mil milhões de euros), a coligação conservadores-liberais democratas luta por fazer aprovar um pacote de cortes drásticos e está a analisar milhares de sugestões de funcionários sobre onde será possível poupar dinheiro. Entretanto, o Financial Times adverte que os "cortes justos" do ministro das Finanças, George Osborne, poderão não ser nada justos e atingir mais duramente os pobres do que os ricos, aumentando assim o fosso entre uns e outros.