Cover

A 12 de janeiro, o parlamento sérvio adotou por 175 votos a favor e 19 votos contra uma resolução do Governo que fixa as bases das futuras negociações com Pristina. O texto afirma que Belgrado se contentará agora com uma larga autonomia concedida às comunidades sérvias do Norte do Kosovo, na condição de a comunidade internacional renunciar a exigir que se reconheça formalmente a ex-província sérvia. Isso marcaria, de facto, a renúncia da Sérvia à partilha do Kosovo ou ao seu regresso ao reduto sérvio, escreve o Blic.