Cover

O Banco de Itália acusou o terceiro maior banco nacional, o Monte dei Paschi, de entregar documentação falsa sobre a sua crise, que foi desencadeada por calamitosas operações de derivativos durante o mandato do ex-presidente Giuseppe Mussari (2006-2010).

Na terça-feira, Mussari demitiu-se da presidência da Associação Italiana de Bancos e ontem foi suspensa a negociação de ações do banco Siena depois do seu valor ter caído nove por cento.