Cover

Cinco anos após o início da crise, a Europa está “sufocada pela recessão”, constatam os responsáveis pela Federação Internacional da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho.

Face a esta situação, a Federação interroga-se sobre o seu próprio papel neste continente, habitualmente fonte de donativos, mais do que alvo das suas missões. É difícil decidir entre "as populações já tradicionalmente vulneráveis, que veem a sua situação degradar-se inexoravelmente até à miséria total, e a aparição de 'novos pobres' que já não conseguem subsistir".