“A Europa ameaça sancionar a Google e a sua utilização de dados pessoais”, anuncia Le Monde. A 18 de fevereiro, as agências nacionais europeias de proteção de dados pessoais, reunidas no seio de um “G29”, anunciaram para dia 26 de fevereiro o lançamento de uma providência cautelar contra o grupo americano.

As polícias europeias, no âmbito das liberdades informáticas, consideram que a política de utilização de dados pessoais do motor de pesquisa “não está em conformidade com o Direito Europeu”. A Comissão Nacional da Informática e Liberdades, a francesa CNIL, cujo presidente está atualmente à frente do G29, “tinha intimado a Google a respeitar as normas até 15 de fevereiro de 2013. Mas, perante a “má vontade da Google”, a CNIL tomou uma atitude.

O objetivo desta providência é conseguir uma sanção “antes do verão”. Se as 27 agências chegarem a acordo, as sanções serão declinadas país a país. Em França, por exemplo, uma sanção destas pode chegar aos 300 mil euros por cada serviço incriminado.