Cover

“Retoma dos mercados após a venda de 1,5 mil milhões de euros de obrigações do Tesouro”, é o título do Irish Times. Após semanas de especulação na zona euro sobre a solvabilidade da Irlanda, realizou-se este ano o oitavo leilão de títulos de dívida pública, mas com um preço. Os juros ultrapassaram os 6% nos títulos a oito anos e não chegaram aos 5% nos títulos a quatro anos, quase três vezes mais do que taxa alemã. “A venda coincidiu com novos números a revelar uma subida da emigração irlandesa e uma pequena quebra nos números do emprego no Estado”, nota o diário de Dublin. De acordo com as últimas estatísticas, 35 mil pessoas abandonaram o país entre abril e junho, a taxa mais elevada desde 1989, o auge da última recessão.