Cover

A 25 de fevereiro, no Dia das Vítimas do Comunismo, o Presidente da República János Áder recordou a natureza criminal do regime anterior a 1989.

Esta declaração foi feita após o Tribunal Constitucional não ter considerado válido, a 19 de fevereiro, certos capítulos do Código Penal que proibiam o uso de símbolos associados à ditadura comunista e nazi.

A lei, aprovada há 20 anos, condenava o uso de símbolos como as insígnias SS, as cruzes flechadas do partido nazi húngaro, a foice e o martelo, a estrela vermelhacomunista, ou imagens contendo esses símbolos. O Tribunal explicou que esses capítulos eram pouco concretos.