Cover

A bolsa de Milão reagiu positivamente enquanto as sondagens à boca das urnas sugeriram uma clara vitória do centro-esquerda, mas caíram a pique (-4 por cento) quando os números revelaram que seria impossível formar um governo estável, arrastando atrás de si outras bolsas europeias e a cotação do euro em relação ao dólar.

O risco político assusta uma vez mais os mercados financeiros. O famoso spread entre o rendimento dos títulos italianos e alemães já subiu para 327 pontos.

No meio de toda esta situação de emergência, o Tesouro italiano enfrenta hoje a venda de €8,75 mil milhões de títulos de dívida a cinco anos.