Cover

O líder do Partido Democrata Pier Luigi Bersani, vencedor das eleições de 24 e 25 de fevereiro, embora sem maioria no Senado, recusou a oferta de uma “grande coligação” com o Partido da Liberdade do ex-primeiro-ministro Silvio Berlusconi (PDL).

Em vez disso, irá tentar o apoio do Movimento Cinco Estrelas (M5S), o partido que obteve surpreendente sucesso nas eleições.

O seu líder Beppe Grillo abandonou o seu tom normalmente de confronto e disse que o partido decidirá esse apoio “caso a caso”, como já acontece na Sicília, onde o M5S tem apoiado algumas das medidas do governo regional, embora não faça parte da maioria.