Cover

"Klaus luta por nós!, dizem os checos" – é o que afirma hoje o Lidové Noviny. Este diário publica uma sondagem exclusiva, segundo a qual "a sabotagem" do Tratado de Lisboa pelo Presidente checo é vivamente apoiada por 65% dos seus compatriotas. A sondagem revela ainda que "aproximadamente a mesma percentagem de pessoas receia que sejam postos em causa os decretos Beneš", o que, salienta o jornal, permitiria aos alemães dos Sudetas recuperar os bens que lhes foram apreendidos após a Segunda Guerra Mundial. Esta questão sensível para os checos tornou-se o derradeiro argumento de Václav Klaus, na sua luta contra o tratado.

O grande silêncio dos políticos checos foi quebrado ontem pelo ex-Presidente Václav Havel, que criticou fortemente a posição de Klaus, que qualificou de "irresponsável e perigosa". Sendo assim, porquê tamanho apoio popular? "Nenhum político foi capaz de convencer a opinião pública de que o Tratado de Lisboa era uma invenção maravilhosa, sem a qual a Europa se afundaria", comenta o jornal.