Cover

Moscovo tenta bloquear a exploração de gás de xisto romeno, que reduziria a dependência energética da Roménia e da União Europeia em relação à Rússia, escreve o diário.

No final de janeiro, o primeiro-ministro Victor Ponta mudou a sua posição sobre o assunto, depois de, na primavera de 2012, ter anunciado que se opunha às perfurações.

“Uma mão russa” estaria, assim, por trás dos protestos contra as perfurações em Bârlad, no Leste da Roménia, onde mais de oito mil pessoas se manifestaram a 27 de fevereiro contra a exploração deste recurso.