Cover

Um número recorde de 244 mil imigrantes de Leste, sobretudo da Ucrânia, chegou à Polónia para trabalhar legalmente. Mas não é suficiente, escreve o jornal, acrescentando que, segundo um relatório da Fundação Energia-Europa, “para evitar a desertificação, é preciso que cheguem à Polónia, 5,2 milhões de pessoas, até 2050”.

“Precisamos deles mas não sabemos como mantê-los”, lamenta o Rzeczpospolita citando o Professor Krystyna Iglicka, demógrafo e autor do relatório. Segundo Iglicka, a Polónia não é um país acolhedor para imigrantes e quem chega tem dificuldade em obter o direito de residência permanente e visto de trabalho.