Cover

O Governo norueguês cancelou a proteção diplomática e a autorização de residência que tinha concedido, no final de 2011, a três dirigentes da organização terrorista basca ETA, incluindo o seu líder Josu Ternera.

Oslo denuncia assim o facto de um ano e meio após o anúncio de uma “cessação definitiva” da violência, a ETA ainda não ter começado o desarmamento.

Os três dirigentes da ETA já terão deixado a Noruega e ido para França, voltando assim à clandestinidade.