Cover

“Faltam mulheres à frente da Europa”, lamenta La Croix. Por ocasião do Dia Internacional da Mulher, este 8 de março, o diário francês faz um balanço comparativo sobre o respeito da paridade no seio das instâncias europeias:

As instituições europeias registam progressos. [...] O Parlamento conta hoje com 35,4% de mulheres, contra 16,3% em 1979. [Mas] à medida que as responsabilidades aumentam, o número de mulheres diminui. [...] A situação na Comissão Europeia é emblemática. [...] No plano mais elevado, são oito mulheres contra 26 homens.

La Croix lembra igualmente que o BCE, à semelhança das três principais instituições europeias – Comissão, Parlamento, Conselho –, é dirigido por homens. Os mesmos que foram a Oslo, a 10 de dezembro, receber o Prémio Nobel da Paz em nome da UE.

Para o jornal, a paridade pode ser “um desafio para a próxima legislatura, após as eleições europeias de 2014”.