Cover

"A polícia tem um ficheiros ilegais de ciganos e viajantes", revela Le Monde. Entre 2000 e 2004, os ciganos interrogados foram classificados por nacionalidade, explica o diário, que sublinha que "não são húngaros ou georgianos – se fossem ciganos, eram ciganos húngaros ou georgianos". A existência deste ficheiro, batizado MENS (Minorias Étnicas Não Sedentárias) contradiz as declarações oficiais que afirmam não haver em França dados estatísticos baseados na raça e na etnia. Quatro associações de ciganos e pessoas em viagem recorreram à justiça. Em setembro, a Comissão Europeia já tinha ameaçado processar a França por discriminação étnica.