Cover

A Plataforma Cívica (PO), no poder, está disposta a aceitar a proposta do Lei e Justiça (PiS), o principal partido da oposição, para a realização de um referendo nacional sobre a entrada da Polónia na zona euro. Em troca, o PiS apoiaria uma proposta de alteração constitucional para permitir a introdução do euro.

Atualmente, o artigo 227 estipula que “o banco central do Estado é o Banco Nacional da Polónia, que tem o exclusivo do direito de imprimir dinheiro, planear e implementar a política monetária”. Quando a Polónia entrar na zona euro, “todas essas competências passarão para o BCE”.

“A PO espera que a batalha para vencer o referendo seja mais fácil do que mudar a Constituição sem o PiS”, escreve o diário.