Cover

O diário, próximo da esquerda independentista basca, publica um comunicado em que o grupo terrorista avisa sobre as “consequência negativas” da recusa do Governo espanhol em negociar.

Este anúncio acontece depois da Noruega ter expulso três dirigentes da ETA que ali estavam refugiados. Este gesto é classificado como “um claro passo atrás” que poderá “atrasar e tornar mais difícil a resolução do conflito”.

O primeiro-ministro espanhol Mariano Rajoy, reagiu imediatamente defendendo que a única solução é a dissolução definitiva do grupo terrorista.