Cover

O ministro dos Negócios Estrangeiros Giulio Terzi demitiu-se inesperadamente a 26 de março, na sequência de uma disputa diplomática com a Índia sobre a extradição de dois marinheiros italianos acusados de matarem dois pescadores indianos, que confundiram com piratas, que atavam o navio que estavam a escoltar no oceano Índico.

Terzi disse não concordar com a decisão de entregar os dois homens, o que contradiz uma decisão anterior do Governo italiano. Essa primeira recusa provocou uma resposta irritada de Nova Deli.

O primeiro-ministro Mario Monti e o Presidente Giorgio Napolitano expressaram o seu desagrado com esta demissão, que acontece numa altura de grande incerteza política após os resultados das recentes eleições gerais, e suspeita-se que Terzi esteja a querer explorar a fúria popular causada com a extradição para impulsionar a sua carreira política.