Cover

A 30 de março, o Governo belga anunciou ter chegado a um corte de €1,43 mil milhões para 2013, com o objetivo de diminuir o défice público para 2,4% do PIB e respeitar os seus compromissos europeus.

Este esforço orçamental foi exigido pela Comissão Europeia para que a Bélgica pudesse renunciar ao objetivo de um défice de 2,15% este ano.

Os cortes serão feitos com uma redução da despesa (baixa da massa salarial para a função pública, especialmente no Ministério da Defesa) e um aumento das receitas (preço do tabaco, cuidados de saúde).

O presidente do Conselho Europeu, Herman Van Rompuy, no entanto, deitou um balde de água fria sobre o assunto ao declarar ao semanário flamengo De Zondag que os cortes realizados nos últimos anos não têm nada de “muito impressionante”.