Cover

"Um Governo normal mas especial", anuncia na sua primeira página o Trouw, ao lado de uma fotografia da rainha Beatriz com a nova equipa na escadaria da sua residência, no Palácio de Huis Ten Bosch. Mark Rutte, o primeiro chefe, em 92 anos, de um executivo conservador-liberal, admite, num tom tranquilizador, que o seu Governo é especial (sem maioria no Parlamento, depende do apoio do PVV populista e islamófobo de Geert Wilders). "Sobretudo no estrangeiro, [Rutte] esclarece que o Governo da Holanda é normal", afirma o jornal. Ainda não há um mês, Rutte qualificou o novo Gabinete como um "Governo a quem a direita flamenga vai lamber os dedos", um descuido verbal que retificou mais tarde: será igualmente "um Governo aberto à sociedade e aos restantes partidos no Parlamento".