Cover

Num email endereçado ao Politiken, a comissária europeia para a Justiça, Direitos Fundamentais e Cidadania, Viviane Reding, “acusa o Governo dinamarquês de atrasar as negociações sobre a proposta de regulamento que visa harmonizar a proteção de dados pessoais”, em curso, em Bruxelas.

“O projeto-lei europeu pretende reforçar o controlo dos consumidores em relação aos seus dados pessoais e simplificar as regras para as empresas”, explica o diário.

O ministro dinamarquês da Justiça considera, no entanto, que o texto não tem totalmente em conta a diferença de tratamento dos dados pessoais de um país para outro e não dá grande proteção aos utilizadores.

O diário ilustra o assunto com uma caricatura sobre o caso de uma professora aposentada, cujo nome ficou associado no Facebook a um vibrador depois de esta ter feito “like” na página de um site comercial de venda exclusiva de acessórios de cozinha.