Cover

O presidente do BCE, Mario Draghi, anunciou, a 2 de maio, uma baixa de 0,25% da taxa de juro diretora (de 0,75% para um mínimo histórico de 0,5%). Mas essa medida “não é suficiente para que Espanha possa retomar o crescimento” económico, escreve El Periódico.

O diário admite que se trata de um “estímulo necessário”, mas que não permitirá “facilitar o crédito às pequenas e médias empresas” espanholas, essenciais para a retoma económica.

O BCE anunciou, igualmente, que continuará as operações de financiamento ilimitado dos bancos até julho de 2014.