Comércio internacional: Exceção cultural: Paris arranja aliados

15 maio 2013 – Presseurop La Tribune

“Exceção cultural: a França consegue obter o apoio de 13 países da União”, escreve o jornal La Tribune, que adianta que a ministra da Cultura francesa, Aurélie Filipetti, conseguiu convencer 13 dos seus homólogos a assinar uma carta, enviada à Comissão Europeia e à presidência irlandesa da UE para excluir o cinema e o audiovisual do projeto de Acordo de Comércio Livre com os Estados Unidos.

O texto foi rubricado pelos representantes da Alemanha, Áustria, Bélgica, Bulgária, Espanha, Hungria, Itália, Polónia, Portugal, Roménia, Eslováquia e Eslovénia. O diário económico explica que

a ministra declara que “através desta carta, são catorze os Estados europeus, que representam uma grande maioria da população da UE” – constatando-se a ausência do Reino Unido e da Holanda – que pedem a manutenção desta ‘exceção cultural’ que consiste em excluir os serviços audiovisuais […] de qualquer compromisso de liberalização comercial, face ao “poder da indústria audiovisual americana”.

O jornal anuncia que o projeto de Acordo de Comércio Livre com os Estados Unidos estará na ordem do dia da reunião dos ministros da Cultura europeus, no dia 17 de maio.

Factual or translation error? Tell us.