Cover

Na cimeira europeia do dia 22 de maio, os chefes dos Estados e dos governos dos países-membros da UE irão decidir a mudança de rumo da política energética na Europa.

Portanto, realça Der Standard,

se, nestes últimos anos, foi privilegiado o desenvolvimento de energias renováveis e a proteção do ambiente, doravante é dada prioridade à redução dos preços da energia. O principal objetivo é acelerar o crescimento e a criação de empregos. Os preços mais baixos da energia desempenharam um papel decisivo no reforço da competitividade.

O jornal acrescenta que a expansão da energia atómica deverá também ser discutida na cimeira. “A França e o Reino Unido fazem pressão para que a energia atómica volte a ser digna de ser subvencionada”.