Cover

Pela primeira vez, desde há 22 anos, o Partido Cívico Democrata (ODS, direita) perde o controlo de Praga. A 23 de maio, o conselho municipal demitiu o presidente da Câmara, Bohuslav Svobod, e dois outros eleitos do seu partido. Dois outros pediram a demissão.

Svobod, conhecido pela sua vontade de lutar contra a corrupção no município, foi derrubado pelo partido TOP 09 (centro-direita), com quem estava coligado. É “uma traição” por parte do TOP, que liquidou, com a ajuda dos sociais-democratas e dos comunistas, uma coligação que funcionava ou é consequência dos conflitos no seio do ODS?, pergunta o Lidové noviny.

O jornal acrescenta que “o caso também se reflete dentro do Governo de coligação de centro-direita”. O primeiro-ministro Petr Nečas acusa o seu parceiro, o vice-presidente do TOP 09, e o ministro das Finanças, Miroslav Kalousek, de serem os responsáveis por este caso.