Cover

Quando apresentar as suas recomendações para 2013, a 29 de maio, a Comissão Europeia não deverá abrir um processo por défice excessivo contra a Eslovénia, escreve o Delo.

“Liubliana vai receber algumas recomendações”, acrescenta o diário, sobretudo no que diz respeito às perdas dos bancos que “custam ao país a sua competitividade” e o sobre-endividamento das empresas.

Segundo uma fonte de Bruxelas citada pelo Delo, a abertura de um processo iria provocar “uma desconfiança dos mercados” e havia o risco de a situação se agravar mais um pouco.