Cover

Três mil pessoas, sobretudo mães com os seus bebés em carrinhos, cercaram o parlamento bósnio, em Sarajevo, no dia 6 de junho. Exigiam que os deputados votem uma lei sobre o número de identificação único para toda a Bósnia-Herzegovina.

O texto está bloqueado por causa dos deputados da República de Srpska, que querem um código específico para a sua região, escreve o Oslobođenje.

As crianças nascidas depois da anterior lei sobre a identificação dos bósnios ter expirado, em fevereiro, não têm documentos oficiais e não podem sair do país. É o caso de um bebé que precisa de um tratamento urgente no estrangeiro e que deu origem ao protesto.