Cover

Durante uma reunião de ministros dos Negócios Estrangeiros europeus, a 24 de junho, no Luxemburgo, o ministro alemão Guido Westerwelle declarou querer retomar as negociações com a Turquia, escreve o FAZ.

“Devemos também ter em conta os interesses estratégicos e a longo prazo da UE”, declarou. Vários dos seus homólogos concordam igualmente com a abertura de um novo capítulo nas negociações de adesão da Turquia à UE “apesar, ou justamente por causa, da violenta repressão dos protestos naquele país”, explica o diário.

A Alemanha era, com a Holanda, um dos países que mais se opunha à retoma das negociações e criticou abertamente a violência na Turquia.