Cover

Os Estados Unidos instalaram escutas eletrónicas nos escritórios da União Europeia em Nova Iorque e em Washington como parte de uma operação de espionagem em larga escala que tinha como alvo as embaixadas e as missões do outro lado do Atlântico, segundo uma nova informação do Guardian.

As revelações, que se seguem a notícias no Spiegel durante o fim de semana, fazem parte dos documento revelados pelo ex-funcionário da Agência Nacional de Segurança dos Estados Unidos Edward Snowden.

Segundo documentos datados de 2010, os Estados Unidos tentaram espiar as missões da UE nas embaixadas de França, Itália e Grécia. Estas notícias desencadearam uma resposta furiosa da Alemanha, que acusa os Estados Unidos de a tratar como um “inimigo da Guerra Fria”.