Cover

“Uma visita simbólica”, escreve o Eleftherotypia enquanto o ministro das Finanças alemão, principal responsável pelas medidas de austeridade, é esperado em Atenas a 18 de julho. Wolfgang Schäuble deverá anunciar uma ajuda de €100 milhões destinados à luta contra o desemprego juvenil.

O diário grego mostra-se crítico e explica que apesar dos memorandos, a dívida pública do país entre 2009 e 2013 passou de 130% para 175% do PIB, que os investimentos baixaram 50% e que o salário mínimo diminuiu 20%.

No mesmo dia, de manhã cedo, o parlamento grego adotou, com 153 dos 300 votos um projeto de lei sobre a reforma da função pública, exigida há muito pelos credores internacionais da troika (EU-BCE-FMI). As medidas deverão permitir a Atenas garantir o pagamento de uma parte da nova tranche de ajuda internacional de €6,8 mil milhões, aprovada recentemente pela troika.