Cover

Hoje o Parlamento italiano vota a moção de censura contra o ministro do Interior Angelino Alfano, um membro do partido Povo da Liberdade presidido por Silvio Berlusconi, depois do escândalo da expulsão de Shalabayeva (mulher de Ablyazov). Mas, segundo La Repubblica, o Partido Democrata (PD) do primeiro-ministro Enrico Letta já decidiu que iria votar a favor de Alfano para salvar a coligação.

Uma grande parte do PD opõe-se a esta decisão, e o editorial de La Repubblica pede ao próprio partido para despedir Alfano, que continua a afirmar que não teve conhecimento do raid lançado pela polícia italiana contra o dissidente Mukthar Ablyazov.

Silvio Berlusconi precisa que o Governo de Letta dure o suficiente para tirar a Itália da recessão. E para tal, precisa que o PD se mantenha capaz de ser gerido, o que acontecerá se Alfano permanecer no Governo.